PNUD, OIT e Gapi juntos na continuidade de negócios

Categoria : Economia
Sub-Categoria : nacional
Publicado no dia 2020-04-16 17:10:04


PNUD, OIT e Gapi juntos na continuidade de negócios

Empresas de jovens, sediadas na cidade da Beira e no distrito de Dondo, estão a beneficiar de um projecto-piloto que visa contribuir para que os seus negócios tenham continuidade após a ocorrência de desastres naturais, numa acção conjunta do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Organização Internacional do Tabalho (OIT) e da Gapi.

O apoio é constituído por capacitações complementada por pequenos financiamentos que reforçam a recuperação de micros e pequenas empresas atingidas pelo ciclone Idai. Estas acções vêm reforçar a iniciativa já em curso designada FEREN – Fundo de Emergência para Recuperação de Negócios, também conduzida pela Gapi e que conta com a parceria da CTA, FAN, FARE e financiamento da DANIDA, que visa a recuperação pós Idai e Kenneth.

Nesta capacitação ministrada na cidade da Beira, os participantes saem dotados de ferramentas para a elaboração do plano de continuidade de negócio, pós-calamidades, além de terem à sua disposição recursos para alavancarem o desenvolvimento em todas as frentes onde estiverem integrados.

Falando no acto de encerramento da capacitação, a Secretária de Estado da província de Sofala, Stela da Graça Pinto Novo Zeca, disse que "regozija-nos constatar que esta capacitação de gestores de empresas e promotores de negócios resilientes nas matérias referidas, abre-lhes agora a possibilidade de investirem no desenvolvimento dos seus distritos e criarem empregos nas suas comunidades." Prosseguindo, aquela governante provincial exortou aos formandos para "que tenham atitude e habilidades para gerar emprego e empregar outros moçambicanos. Apelo aos jovens beneficiários desta iniciativa uma postura de prestação de contas."

Já o representante do PNUD na cidade da Beira, Ghulam Sheeran, disse que sua instituição não tem vocação para actuar em questões humanitárias nem interagir directamente com as empresas, porém os danos causados pelo ciclone Idai às empresas e à economia local, os despertou para a necessidade de fazer algo, facto que iniciou apoiando o governo na avaliação do impacto do desastre e na organização da conferência de doadores pós Idai.

"Nesse contexto, e baseados na nossa experiência global, criámos um programa designado "Mecanismo de Recuperação" que tem como componentes prioritárias (i) a resiliência; (ii) empoderamento económico das mulheres; e (iii) recuperação dos meios de subsistência. É daí que nos juntamos a OIT e a Gapi, que são instituições com experiência nestes domínios, de modo a ajudarem na recuperação de negócios de mulheres e jovens e os tornarem resilientes, para darem a sua continuidade, mesmo após desastres naturais."

Antenor Pereira, da OIT, frisou que um dos principais objectivos da sua organização é promover a justiça social, sendo a criação de empregos uma das principais ferramentas para o alcance do referido objectivo. "Sabendo que as empresas são a principal fonte para a criação desses empregos, trazemos experiências de várias partes do mundo, nas quais as empresas têm sofrido com calamidades como cheias, ciclones e até pandemias como o COVID-19 e juntamo-nos à Gapi para criarmos empresas mais resilientes."

Pereira destacou o facto de que "esta intervenção pretende ser uma pequena experiência para vermos que necessidades de adaptação são necessárias, para que possamos desenhar um programa maior e mobilizarmos mais recursos que possam abranger mais empresas à escala nacional."

Para Ivandro Bauaze, Director da Área de Capacitação e Consultoria Empresarial da Gapi, "é importante despertar nos empresários a sensibilidade sobre os desastres e fenómenos naturais que podem afectar os seus negócios, prepará-los para fazerem face aos eventos e, em caso da sua ocorrência, devem ter a capacidade de continuar com o negócio após o desastre".

Bauaze lembrou aos presentes que, entanto que instituição financeira de desenvolvimento, a Gapi tem a missão de contribuir para a inclusão económica, social e financeira em Moçambique, promovendo a inovação, o empreendedorismo e investimentos geradores de emprego. Portanto - concluiu - para o alcance da nossa missão, a resiliência, viabilidade e sustentabilidade dos negócios, é crucial, daí que, a formação, capacitação e apoio no desenvolvimento institucional é uma das nossas prioridades"

Temperatura em Moçambique

Revista Idolo

INNOQ e CBS ligados pela certificação de qualidade O Instituto Nacional de Normalização e Qualidade (INNOQ) e a Corporate Business School - Escola Superior de Gestão Corporativa e Social acabam de juntar sinergias através da assinatura de um memorando de entendimento, visando dar pulso e maior dinâmica a economia nacional, com a implementação do processo de certificação de pequenas e médias empresas.

Renault Moçambique | Carros Novos e Usados, Após-venda e Peças

Descubra a gama de automóveis e serviços da Renault em Moçambique. Visite-nos se está a pensar comprar um carro, novo ou usado!


A BOLA - Homepage

A BOLA, toda a informação desportiva. Acompanhe todas as notícias do seu clube ou modalidade preferida, para onde quer que vá.


Home PT - Bolsa de Valores de Mocambique

Bolsa de Valores de Mocambique

Pesquisar
Leave a Comment: