“Falsificação de idades prejudica o nosso futebol” – adverte Adil Dassat, técnico da Escola do Benfica em Maputo

Category : Desporto | Sub Category : Moçambique Posted on 2020-01-16 14:08:52


“Falsificação de idades prejudica o nosso futebol” – adverte Adil Dassat, técnico da Escola do Benfica em Maputo

O técnico da Escola do Benfica em Maputo, Adil Dassat, defendeu que o futebol moçambicano não evolui devido à falsificação de idades ao nível dos escalões infanto-juvenis. Para o treinador, é necessário manter as idades reais das crianças para viabilizar uma avaliação mais realística do potencial dos jogadores.

 

Dassat explicou que ao nível da formação é necessário preocupar-se mais com os resultados a longo prazo do que os imediatos, pois ao se investir na falsificação de idade para ganhar jogos o atleta fica prejudicado.

“Quem compete com 10 anos de idade no meio de crianças com oito, certamente terá uma melhor prestação. Mas poderá encontrar dificuldades ao competir com juniores, pois está habituado a competir com jogadores mais novos. É comum os jogadores em formação preocuparem-se com vitórias mais do que com a melhoria das suas capacidades. Contudo, não devemos pensar apenas nas vitórias, é preciso ter em conta a formação a longo prazo”, alertou.

A Escola de Formação do Benfica conta actualmente com cerca de 250 crianças com idades compreendidas entre os cinco e os 19 anos.

Segundo Dassat, a missão da escola é permitir que as crianças tenham oportunidade de conhecer as metodologias de jogo do Benfica por meio da prática, uma forma de disseminar o nome do clube em vários cantos do mundo. Moçambique viu nascer o “Pantera Negra”, Eusébio da Silva Ferreira, por isso a Escola do Benfica acredita que possa encontrar outros talentos escondidos. No que respeita à assimilação das metodologias do clube, Dassat fez saber que há também uma capacitação dos treinadores para permitir melhor compreensão dos jogadores.

“A escola, para além de formar jogadores, investe na capacitação dos seus treinadores. Com técnicos altamente qualificados é mais fácil a transmissão do seu conhecimento o que permitirá melhor assimilação”, justificou.

Dassat apelou aos pais para que direccionem os seus filhos aos relvados das escolas de formação ainda com idades inferiores.

“As crianças precisam de começar a formação desde cedo, porque o jogador para chegar a um alto nível de competição tem de ter muito tempo de prática, começando nos cinco ou seis anos de idade. Aqueles que começam, por exemplo, com 12 anos, nem sempre atingem o alto rendimento”, completou Dassat.

A Escola do Benfica está, actualmente, apenas na cidade de Maputo mas pretende, nos próximos anos, expandir-se para as cidades da Beira e Nampula.

 

Leave a Comment: