Papa em Moçambique: Oposição contra aproveitamento político da visita

Category : Dw News | Sub Category : Moçambique Posted on 2019-09-13 09:13:23


Papa em Moçambique: Oposição contra aproveitamento político da visita

A RENAMO e o MDM e a sociedade civil moçambicana querem que o Papa Francisco discuta com Filipe Nyusi a violação dos direitos humanos no país e pedem que não se faça um aproveitamento político da visita.

O Papa Francisco aterrou esta quarta-feira (04.09) na cidade de Maputo, one foi recebido com música e danças tradicionais no arranque de uma visita ao país onde vai manter um encontro de cortesia com o chefe do Estado, Filipe Nyusi, no Palácio da Ponta Vermelha, além de celebrar uma missa no Estádio Nacional do Zimpeto, esta sexta-feira (06.09), seu último dia de trabalho em Moçambique.

Sob o lema Esperança, Paz e Reconciliação, Jorge Mário Bergoglio, de seu nome completo, Papa Francisco é o segundo Papa a escalar Moçambique depois de João Paulo II em 1988. Moçambique é o sétimo país que Francisco visita em 2018, e o 47° desde que chegou ao Vaticano em 2013. 

A igreja Católica moçambicana considera este momento histórico para o país, e quer aproveitar a visita do "Santo" padre para fortalecer a reconciliação nacional, segundo disse em entrevista à DW África, Dom António Juliasse, bispo auxiliar de Maputo e porta-voz do conselho Episcopal de Moçambique.

"Este ato e reflexão é feito no âmbito da igreja, mas os nossos políticos participam nesta discussão e abrange toda a sociedade", afirma Juliasse, para quem "as palavras que o Papa Francisco vai pronunciar em Moçambique vão ter uma repercussão muito grande, para dar mais forças para que os moçambicanos continuem a buscar a reconciliação nacional".

Os partidos políticos da oposição e a sociedade civil moçambicana deixam, no entanto, um alerta contra o aproveitamento político da visita pelo partido no poder, a FRELIMO.

Na sua agenda, o Papa Francisco tem ainda encontro marcado com a juventude moçambicana - representada por diferentes congregações religiosas do país.


Leave a Comment: